Imprimir

2. STING EXPULSA DUTILLEUX DEVIDO A ENRIQUECIMENTO PESSOAL (1990) : INTRODUÇÃO 

 

 

Esclarecimento: Durante a campanha do chefe Raoni com Sting em 1989, Dutilleux co-escreve um livro com Sting, chamado "Amazônia luta pela vida" (Amazonie lutte pour la Vie/ Jungle Stories). Lançado em abril de 1989, o livro foi recebido sem entusiasmo. Mas por trás desse livro se esconde uma história que é o ponto de partida para o distanciamento definitivo do cantor Sting e de seu antigo companheiro de aventura na Amazônia. 

AMAZÔNIA LEAKS propõe que você descubra a face oculta do livro que permitiu Jean-Pierre Dutilleux de enriquecer sem ao menos defender os índios, como era até então seu propósito inicial.

 

SUMÁRIO DA SEÇÃO

2 – COMO E PORQUÊ STING SE SEPAROU DE DUTILLEUX : INTRODUÇÃO

Primeiro, um pouco de história. O contexto é tenso no final de 1989 com relação aos fundos levantados pela Fundação Rainforest. Eles ajudaram de fato os índios ou garantiram apenas fama e fortuna aos fundadores dessa ONG? A imprensa ataca, os interessados se defendem. Dutilleux, particularmente, diz que doou os direitos autorais do livro à Fundação.

As máscaras caem. Um documentário intitulado Sting and the indians ("Sting e os índios") é transmitido sucessivamente na televisão britânica e nos Estados Unidos. As denúncias continuam. Após esse programa, Jean-Pierre Dutilleux será expulso da matriz da Fundação Rainforest. Ele não terá mais suporte para conduzir campanhas de apoio aos índios da Amazônia. Descobrimos que Dutilleux teria embolsado 100 mil dólares pelo livro. Mas qual parte desse dinheiro foi para a Fundação?

De uma só vez, nós colamos os pedaços. A confirmação é feita: Dutilleux não doou nada dos 100 mil dólares à Fundação. Mas então, qual parte das receitas foi para a Fundação?

Descubra aqui como Jean-Pierre Dutilleux enganou todo mundo nessa história.

 

SUMÁRIO GERAL :

JEAN PIERRE DUTILLEUX, A BARRAGEM BELGA DA AMAZÔNIA

1. POR TRÁS DO FILME “RAONI” (1979 – 2015)

2. STING EXPULSA DUTILLEUX DEVIDO A ENRIQUECIMENTO PESSOAL (1990)

3.UM BELGA EXPLORA OS ÍNDIOS DA AMAZÔNIA E TENTA UM GOLPE DE 5 MILHÕES DE $ NA EUROPA (1991)

4. UM DEPÓSITO ILÍCITO DA MARCA RAONI (2010)

5. DUTILLEUX PROIBIDO DE ENTRAR EM TERRITÓRIO KAYAPÓ E PERSEGUIDO POR VENDA DE FOTOS (2000-2004)

Anexos do documento